Conheça a Curiosa História da Invenção do Violão

Publicidade

A origem do violão continua sendo um segredo. Na verdade, sua história começou há cerca de 2 mil anos a.C. Na antiga Babilônia, pesquisadores encontraram placas de barro com figuras seminuas tocando um instrumento musical, sendo que ele era bem similar ao violão atual. Por isso, Conheça a Curiosa História da Invenção do Violão!

Na época, a figura encontrada mostrava as cordas sendo pulsadas pela mão direita, mas, o número de cordas não é claro, entretanto, em algumas placas, pelo menos duas cordas são visíveis.

violão
violão (imagem google)

Por outro lado, indícios históricos apontam instrumentos similares ao violão.

Publicidade

No Antigo Egito, havia um instrumento de cordas como a Harpa, em formato côncavo, onde foi acrescentado um braço com trastes marcados e cordas criadas com tripa animal. Após isso, essas características evoluíram, então, criaram um instrumento mais próximo do violão atual.

Em Roma, cerca de 400 d.C., surgiu um instrumento de madeira, o tempo, similar a um banjo, era feito de madeira e possuía cinco buracos. Nas antigas catacumbas egípcias, documentos históricos demonstram a presença de um instrumento similar ao violão.

Conheça a Curiosa História da Invenção do Violão

Na Europa, o primeiro instrumento, de origem medieval, é reinado de 300 anos depois de Cristo, com um corpo arredondado que se interligava a um braço de tamanho considerável. Sendo o possível antepassado de Teorba, esse instrumento foi descoberto há muitos anos.

Além disso, também existe a descrição de um instrumento datado da Dinastia Carolingian, que pode ter origem francesa ou alemã. O instrumento possui formato retangular, e seu corpo era similar a um braço.

Em algumas ilustrações, podemos ver que a “mão” do instrumento, se encontravam quatro, e às vezes cinco tarraxas de afinação, sempre com um número de cordas equivalente. Mas embora desconhecido, esse instrumento manteve seu formato até meados do século quatorze.

Na mesma época, surgiu outro instrumento, que possuía leves curvas nas artérias do corpo, deixando-o mais anatômico e confortável. Em diversas catedrais inglesas, francesas e espanholas, foi possível encontrar vestígios desse instrumento, por volta do século XV.

O instrumento possui um corpo oval, e o tempo possui alguns furos ornamentados chamados de Rosetas. Ele era remanescente do Alaúde, e dentro deste conceito, ele possui diferentes números, e cordas também existiam na sua composição.

RECOMENDADO PARA VOCÊ LER

Pinscher: 6 Fatos Curiosos sobre Esse Pequeno Cãozinho

Qual a origem do violão?

O violão moderno, pode ser considerado um derivado da chamada Khetara grega que, com o domínio do império Romano, passou a se chamar Cítara romana. Também conhecido como Fidícula, ele se tornou popular na época.

Os romanos levaram o instrumento à península Ibérica por volta do século I d.C. Então, o instrumento é semelhante à Lira, onde posteriormente, houve algumas transformações: os seus braços foram se unindo, formando uma caixa de ressonância, a qual foi acrescentada um braço de três cravelhas e três cordas.

No braço, foram feitas divisões transversais, para que se pudesse obter várias notas de uma mesma corda e sendo tocadas na posição horizontal. Dessa forma, ficariam estabelecidas as principais características do violão.

Como surgiu o violão?

O violão é um derivado do antigo Alaúde Árabe. Sob o comando de Tariz, o instrumento foi introduzido na península ibérica, durante as invasões muçulmanas. Isso ocorreu por volta dos anos 711 e 718.

Nesta época, o instrumento penetrou na península durante as invasões, sendo um instrumento que se adaptou rapidamente às atividades culturais da época e, em pouco tempo, já celebrava algumas atividades da corte.

Desde o século VIII, os entusiastas já conheciam esse famoso instrumento. Assim, tanto em sua versão grega, logo, como o Alaúde Árabe, que viveram mutuamente na Espanha.

Isso pode ser comprovado pelas descrições feitas no século XIII, por Afonso, o sábio, rei de Castela, e Leão, logo, que era um trovador e escreveu célebres cantigas através das ilustrações descritas nas cantigas de Santa Maria.

A Guitarra Mourisca foi o primeiro instrumento, na época. Ele era um derivado do Alaúde Árabe. O instrumento tinha um som ruidoso, contendo três pares de cordas. Além disso, para tocá-lo, era necessário uma espécie de palheta.

Derivada da Lhethera Grega, outro instrumento famoso da época foi a Guitarra Latina. Com formato de oito, ele tinha incrustações laterais, com um fundo plano, além de possuir quatro pares de cordas. Ele possuía um som suave, mas dessa forma, sendo usado por instrumentistas romanos e árabes.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *